Resenha – Mulheres Fatais

por Patrícia Brito

Ano: 2017 / Páginas: 82
Idioma: português
Editora: Illuminare
Coletânea de contos policiais tendo como foco a mulher.
Mulheres psicopatas, investigadoras, assassinas ou fatais.

Em 2017, a editora Iluminare abriu concursos para a antologia “Mulheres Fatais”, uma coletânea de Serial Killlers com foco ou protagonistas, mulheres surpreendentes sejam elas na dor, no comando, batalhadora e, claro! Psicopatas, assassinas e fatais.

Rô Mierling foi à organizadora da antologia. Escritora gaúcha, roteirista e antologista, coordenadora em mais de 40 coletâneas nos mais diversos assuntos, entre o dramático e o sinistro. É também autora de mais de sete livros, com livro na Darkside Books e colunista nas revistas internacionais Sotaque (Porto/Portugal) e Resonanciais (Argentina/França).

Mulheres Fatais inicia com um texto esplendido de Tito Prates, escritor, pesquisador literário com uma página especial da autora Aghata Christie. O mesmo neste texto conta o histórico e evolução da mulher até os dias atuais.

“Lembre-se bem: a mulher fatal não é sempre a malfeitora e a bela, ela pode ser qualquer uma” (p. 9)

Recebi este livro das mãos de Viviane Dutra uma gaúcha, mãe, esposa, leitora e blogueira do site “Duas Livreiras”. É autora do conto “Reforço”, mas a mesma já deixou ostentada que não tem ambição de seguir a jornada autoral, seu amor mesmo é – ler, ler, ler e sempre ajudar os autores nacionais.

Escritores que acompanham seu site sabem bem da sua dedicação e seriedade com a leitura e divulgação da mesma. Também, percebem como mãe sua ternura e preocupação ao passar este amor para os filhos. Por este, “Duas Livreiras” é também da filha e mais recentemente encontramos resenhas de livros infantis do seu filho caçula.

A admiração não para por ai, seu conto “Reforço” o último da antologia, deixa qualquer leitor surpreso com o desenrolar que ela proporciona a protagonista Lara e a narrativa não linear, com flash de seu recente trabalho investigativo, concluído no dia anterior com muito sucesso. Particularmente, surpreendi com sua desenvoltura como narradora, Viviane conseguiu em poucas páginas, expor um conflito, findar e ainda brincar um pouco com a forma peculiar de descrever.

“… mais linda do que nunca, toda produzida, cheia de assessórios, inclusive, um lindo microchip localizador em seus brincos e uma belíssima micro câmera em seu broche”. (p.60)

Mas a obra tem mais 11 contos muito bem narrados, como: Jeito Fatal; Busca pela Vingança; Rasga-Mortalha; E os Abutres dizem Amém; Bela como o Demônio; Roubos; Máscaras; Calando a Sujeira; Blameless; Brinco de Pérolas; e Anônimas.

Destes, ainda destaco “Brinco de Pérolas” autoria de Rô Mierling que em 11 linhas, ela narra e conclui o conflito com louvor.

“Naquela sexta-feira, depois que saiu da delegacia sem solucionar o crime, o policial foi para a casa de sua namorada” (p.56)

O conto Busca Pela vingança é de Beatriz Andrade da Silva, a autora participou da antologia “Bastidores: Um dia na vida de um blog literário” na qual tem um conto de minha autoria. Mas, neste conto, desta antologia sintetizada, Beatriz narra em caráter sombrio e assustador.

Mas, fecho esta resenha com um conto que é uma surpresa de performance. O conto “Roubos”, narrado por Jéfferson Terra tem a mulher mais fatal de toda obra e não é por ser criminosa, ousada, exemplo de beleza ou algo mais nebuloso e letal.

Mulheres Fatais é uma antologia para apreciar o mundo feminino de várias formas. Nem sempre elas são doces, mas sabem ser predestinadas.

One thought on “Resenha – Mulheres Fatais

  1. Ter um blog, não é uma missão fácil, é algo feito exclusivamente por amor. Ser mãe, de dois, nos dias atuais é um desafio ainda maior que ter um blog. Estimular e incentivar a leitura de meus filhos, foi a parte mas fácil, é com o exemplo que educamos. Mas o mais difícil de tudo é escrever, isto sim é para poucos, e Patricia tem este dom, eu só tive um lapso e surgiu um conto, bem mais ou menos, mas que agradou a editora. Parabéns Patrícia, pela mulher, amiga, profissional e escritora talentosa que és. Muito obrigada pelas palavras de carinho e incentivo. Me emocionam cada vez que leio, e já li várias 🙂
    E parabéns ao site “Revista avessa” pelo belíssimo trabalho apresentado.
    Bjos
    Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *